As lições do Governo Dilma

A presidente Dilma Rousseff anunciou na semana passada a destinação de R$ 65 bilhões para investimentos em saneamento básico, pavimentação e mobilidade urbana no decorrer do ano.

4 de junho de 2013

050213

A presidente Dilma Rousseff anunciou na semana passada a destinação de R$ 65 bilhões para investimentos em saneamento básico, pavimentação e mobilidade urbana no decorrer do ano. O anúncio foi feito durante o “Encontro Nacional com Novos Prefeitos e Prefeitas”, que reuniu mais de cinco mil administradores em Brasília. Durante o evento, Dilma voltou a reforçar o caráter republicano e a transparência de seu governo na partilha dos recursos públicos, e destacou considerar inadmissível que haja qualquer tipo de discriminação política na distribuição das verbas federais. Dilma deixou claro que sempre haverá investimentos para os administradores que elaboram bons projetos e têm conhecimento das ferramentas necessárias para a obtenção dos recursos federais. Aos municípios com menos de 50 mil habitantes, ela garantiu, de imediato, a entrega de uma retroescravadeira e um caminhão-caçamba para os serviços cotidianos, beneficiando a grande maioria das cidades brasileiras.

Os R$ 65 bilhões previstos para 2013 serão investidos saneamento básico, mobilidade urbana e a pavimentação, pois é justamente aí que se encontram as maiores demandas dos prefeitos. No caso de Guarulhos, nosso prefeito Sebastião Almeida recebeu a garantia de que o Governo Federal disponibilizará R$ 168 milhões para a sonhada ligação da Avenida Jacu-Pêssego com a avenida Papa João Paulo, nos fundos do Aeroporto Internacional.

Almeida chegou a um acordo com o Governo Federal depois de tentativas frustradas junto ao Governo do Estado. Infelizmente, Geraldo Alckmin ignora a importância metropolitana da obra, que liga o aeroporto ao Porto de Santos e também servira como mais uma opção de acesso para chegar ao futuro estádio do Corinthians nos jogos da Copa do Mundo de 2014.

O governador adotou a mesma estratégia utilizada nos sucessivos atrasos do projeto de ligação de Guarulhos com a linha de trens da CPTM. Embora o projeto esteja cada vez mais próximo de sair do papel, ele ainda não atende às reivindicações da prefeitura, que deseja a inclusão de mais duas linhas no projeto inicial para beneficiar também os moradores do São João e do Bonsucesso.

A comparação entre as ações do Governo do Estado e da União merece bastante reflexão, uma vez que o primeiro ainda não conseguiu encontrar uma maneira de fazer uma distribuição justa e igual de seu recursos, enquanto o segundo vem aprimorando essa prática ao longo dos anos. Alckmin precisa começar a chamar os prefeitos no Palácio dos Bandeirantes e estabelecer regras claras para a distribuição dos recursos estaduais. O Governo Dilma já mostrou como se faz.

* Alencar Santana Braga é deputado estadual e líder do PT na Assembleia Legislativa

Relacionados

Os comentários estão desativados.