14 de julho de 2016

Protagonismo da juventude nas eleições 2016

destaque_site#jovem

* Alencar Santana Braga

Neste ano, mais do que em outros, os jovens irão desempenhar um papel fundamental no processo eleitoral. Os ecos de 2013 e as novas formas de se entender a política, vão dar o tom dos debates, bem como as redes sociais irão ter uma relevância nunca antes vista.

Por todos os lados, em todas as cidades, as campanhas com capacidade de diálogo com a juventude certamente terão vantagem frente às formas tradicionais de fazer política. Hoje, as pessoas são muito mais atentas e buscam formas de contrapontos aos meios de comunicação em massa, como a televisão e os grandes veículos impressos, e são os jovens os grandes difusores da chamada informação alternativa, sendo a internet o principal veículo nesse processo.

Os protestos de 2013, iniciados com a luta pelo passe livre no  transporte público e que ganharam força com outras pautas como moralização da política e melhores serviços, bem com a ocupação de mais de 200 escolas paulistas, em 2015, e outras centenas pelo Brasil, mostraram a essa nova geração – outrora desacreditada pela classe política – ser possível alcançar melhorias por meio da pressão popular, da organização e da luta política, bem como pela aproximação de outros movimentos sociais organizados e já atuantes.

No processo eleitoral de 2016, o status quo social e político, que sempre foi de distanciamento da população dos meios de decisão, pode ser duramente abalado por essa juventude politizada, armada de suas redes sociais, meios de comunicação instantânea e disposição para ir às ruas e lutar por um país e por cidades melhores.

Mais do que a já conhecida militância dos jovens, candidaturas de novas lideranças tanto ao Executivo quanto ao Legislativo, vão dar outro tom às disputas e qualificar o debate, surgindo assim um novo contexto social e político, de pessoas mais atuantes, responsáveis e éticas.

A juventude está antenada no contexto social atual e sabe muito bem o que quer: mais direitos e reconhecimentos a sua diversidade, aos seus direitos, ao seu espaço de protagonizar a vida política. É hora de esta mesma juventude, disposta à luta por uma sociedade melhor, e pronta para garantir a manutenção de nossa democracia e assumir de vez o protagonismo político brasileiro.


* Alencar Santana Braga é Deputado Estadual (PT-SP), Presidente da Comissão de Infraestrutura e Membro da CPI da Merenda na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

Relacionados

Os comentários estão desativados.