6 de junho de 2016

* Alencar Santana Braga

A morte de um garoto de apenas 10 anos pela Polícia Militar de São Paulo, na última semana, trouxe novamente à tona uma agenda de debates rasos e imediatistas.

Ao perceber o envolvimento de adolescentes em crimes, o discurso de redução da maioridade penal ganha força e espaço na mídia, deixando de lado o origem estrutural do problema, muito mais grave e complexa.

No Brasil, a juventude e a infância, principalmente a pobre e negra, vive uma defasagem histórica de direitos básicos, que vão desde de educação e saúde até a política habitacional, mobilidade urbana, cultura e lazer.

Em São Paulo, o estado mais rico do país, a situação não é diferente e tem ainda um agravante: a PM paulista mata de um lado e o Governo do Alckmin abandona ou sucateia as políticas sociais e de educação, além de não ter pulso firme para combater os desvios de verbas para merenda escolar.

O PSDB, que comanda o estado há quase vinte anos, usa um discurso de combate à violência com arma de fogo e, quando a juventude clama por melhores condições de vida e ensino, desqualifica as pautas, usa a violência e propaga a desinformação.

Tal quadro de negligência com as demandas da educação e de outras áreas de interesse da juventude, contribui para que cada vez mais jovens sigam o caminho do crime, terminando mortos pela polícia ou empilhados no humilhante sistema penitenciário.

Debater diminuição da maioridade penal para satisfazer a opinião pública é imediatista e de discurso fácil. Mas não resolve o problema.

É preciso ampliar os investimentos em educação, cultura, lazer, transporte público, habitação e saúde.

Também, é urgente um programa eficaz para a juventude, elaborado com diálogo direto e a partir de demandas populares, indo de encontro aos jovens, nas ruas, nas periferias, nas escolas, nas praças e nas universidades, e não dentro dos gabinetes do Governo do Estado.

Precisamos de coragem para debater as verdadeiras causas e para enfrentar as consequências, pois somente assim conseguiremos estancar o genocídio das juventude e construir um estado melhor.

*Alencar Santana Braga é Deputado Estadual (PT-SP).

Relacionados

Os comentários estão desativados.