Mobilidade UrbanaNotíciasCPTM e Metrô estão sob investigação por fraude em licitações

Para o deputado Alencar, essas denúncias devem ser devidamente apuradas. “Não podemos permitir que manobras com o dinheiro público sejam realizadas em favor de faturamento das empresas”.
8 anos ago332

Para o deputado Alencar, essas denúncias devem ser devidamente apuradas. “Não podemos permitir que manobras com o dinheiro público sejam realizadas em favor de faturamento das empresas”.

 

Por Daniele Lopes

 

Segundo reportagem publicada nessa sexta-feira (05) pelo jornal O Estado de São Paulo, a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e a Companhia do Metropolitano (Metrô) estão sendo investigadas pela Polícia Federal (PF) e pela Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) por suposta formação de cartel em concorrências para manutenção do metrô de Brasília e em ao menos cinco licitações da CPTM e do Metrô em São Paulo.

A suspeita é de que empresas se reuniam para combinar previamente o resultado das licitações e, assim, faturar de 10% a 20% além do preço correto.

“Era a ideia de fazer um ‘mercado de compensação’ (todos ganhavam). O objeto do cartel, nesses casos, é você frustrar o valor menor, cobrar um preço mais caro e o Estado pagar”, disse o superintendente-geral do Cade, Carlos Ragazzo ao jornal.

Para o deputado Alencar, essas denúncias devem ser devidamente apuradas. “Não podemos permitir que manobras com o dinheiro público sejam realizadas. Não é a primeira vez que acontece esse tipo de denuncia envolvendo essas companhias que são de responsabilidade do Estado.

Ele lembra que a Bancada do PT já tentou instaurar uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar suspeitas de irregularidades em licitações de metrô. “Não conseguimos o número de assinaturas suficientes para a abertura de uma CPI. Fomos boicotados novamente pela base aliado do governo”, disse o deputado.

Em 2011, por iniciativa de Alencar, a Comissão de Transporte da Assembleia convocou o presidente do Metrô, Sérgio Avelleda a prestar esclarecimentos sobre as suspeitas de irregularidades na licitação da linha 5 – lilás do metrô. Além disso, a Bancada petista representou Avelleda ao Ministério Público (MP) sobre as irregularidades e formação de cartel na licitação da linha, o que resultou em seu afastamento por decisão da justiça.

*Com informações do jornal o Estado de São Paulo.

Endereço

Câmara dos Deputados
Gabinete 239
Fone: (61) 3215-5239

Escritório
Avenida Esperança, 720 – Vila Progresso
Guarulhos/SP
Telefones: (11) 2408-1274 | (11) 2408-5875

faça parte do nosso mandato

Receba nossos informativos por email e whatsApp