ArtigosDestaques-listaMobilidade UrbanaNotíciasDinheiro desviado impede expansão do metrô

É inconcebível. Enquanto o cidadão sofre com a mobilidade na Grande São Paulo e clama pelo transporte metroferroviário de qualidade, nos deparamos com lamentáveis fatos de corrupção com o dinheiro público. Há quase 20 anos o PSDB governa o Estado de São Paulo e a média de crescimento do metrô é de apenas 1,9 km por ano.
8 anos ago444
É inconcebível. Enquanto o cidadão sofre com a mobilidade na Grande São Paulo e clama pelo transporte metroferroviário de qualidade, nos deparamos com lamentáveis fatos de corrupção com o dinheiro público. Há quase 20 anos o PSDB governa o Estado de São Paulo e a média de crescimento do metrô é de apenas 1,9 km por ano.
Por Alencar Santana Braga*
metrô-dinheiro-desviado
Na semana passada, veio a público uma grave denúncia sobre a gestão tucana no Estado de São Paulo.  A multinacional alemã Siemens denunciou ao Ministério Público e ao Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) um sistema de propinas mantido há quase 20 anos por sucessivos governos do PSDB que desviaram bilhões de reais das obras do Metrô e dos trens metropolitanos. Em troca de delação, a Siemens revelou que as empresas concorrentes, assim como ela própria, formavam cartéis para avançarem sobre as licitações e vencerem com preços superfaturados, para manutenção, aquisição de trens e construção de linhas.
A empresa afirmou também que desviava dinheiro para propinas de autoridades públicas e políticos do PSDB. Dinheiro esse que poderia ser destinado à construção de novas linhas, ou até mesmo para corrigir grandes transtornos que afetam quase que diariamente os sistemas de trem e metrô em São Paulo, como choque entre vagões, panes constantes, entre outros problemas decorrentes da falta de investimento em manutenção.
É inconcebível. Enquanto o cidadão sofre com a mobilidade na Grande São Paulo e clama pelo transporte metroferroviário de qualidade, nos deparamos com lamentáveis fatos de corrupção com o dinheiro público. Há quase 20 anos o PSDB governa o Estado de São Paulo e a média de crescimento do metrô é de apenas 1,9 km por ano.
Guarulhos, por exemplo, que é a segunda maior cidade do Estado, uma das maiores do país e possui o maior aeroporto da América Latina, não possui sequer uma linha de metrô ou trem. Apenas promessas. Até hoje o governo do Estado não apresentou nenhum projeto concreto de metrô para a cidade. É uma pena que o governador não entenda ou não queira entender a necessidade do metrô transpor os muros da Capital.
 As denúncias apresentadas são muito sérias e precisam ser apuradas com o maior rigor possível por todas as instâncias, seja o Ministério Público, seja o Cade, seja o Tribunal de Contas, inclusive pela Assembleia Legislativa, que não instala a CPI proposta pela bancada de deputados estaduais do PT há anos, devido o impedimento da maioria dos deputados governistas.
O governador Alckmin também precisa esclarecer o assunto com maior transparência, pois o esquema vem de muito tempo e foi praticado com a participação de autoridades tucanas e de seu governo.
Que o poder público respeite o cidadão e lhes garanta um transporte de qualidade. Que novas linhas de trem e metrô sejam construídas, mas que haja responsabilidade com o dinheiro público.
* Alencar Santana Braga é advogado e deputado estadual pelo PT/SP.

Endereço

Câmara dos Deputados
Gabinete 239
Fone: (61) 3215-5239

Escritório
Avenida Esperança, 720 – Vila Progresso
Guarulhos/SP
Telefones: (11) 2408-1274 | (11) 2408-5875

faça parte do nosso mandato

Receba nossos informativos por email e whatsApp