NotíciasColuna Brasil 247: ditadura disfarçada de toga

4 anos ago569

Se antes foram os militares que usaram a força para acabar com as manifestações, agora são juízes os agressores das manifestações populares.
DF1C733D-6419-4681-9FEF-705A70EF2002.jpeg Em apenas uma canetada, o Juiz Federal Ermani Mendes Silva Filho mandou proibir o direito às manifestações contrárias à prisão arbitrária de Lula.

Isso é censura!

Mostra mais do que autoritarismo por parte do Poder Judiciário, mostra seu papel no golpe: garantir a narrativa de legalidade quanto às arbitrariedades como a condenação de Lula sem crime e sem provas e sua prisão, que visa apenas tirá-lo das eleições.

Juízes assim, decidem de forma parcial e escolhem quem querem proibir e quem querem deixar se manifestar, deixando claras suas opiniões e visíveis de que lado estão.

Se quisesse cumprir seu papel de guardião das leis e da Constituição, o Judiciário não somente permitiria as pessoas de se manifestarem como garantiria a segurança de homens, mulheres e crianças que estão em Curitiba, ao lado de Lula.

Assim como fazem em Curitiba, juízes em outros locais do país tem proibido protestos em rodovias, protegendo as concessionárias que não querem perder receitas com os altos pedágios.

Se querem paz, soltem Lula e deixem o povo decidir – nas urnas – se ele deve ou não voltar a governar o país.

Endereço

Câmara dos Deputados
Gabinete 239
Fone: (61) 3215-5239

Escritório
Avenida Esperança, 720 – Vila Progresso
Guarulhos/SP
Telefones: (11) 2408-1274 | (11) 2408-5875

faça parte do nosso mandato

Receba nossos informativos por email e whatsApp