NotíciasSugestõesÉ boa notícia levar médicos cubanos ao interior

O Brasil é um país de migrantes. Soa algo xenófobo a resistência à entrada de médicos estrangeiros. E, para aqueles que estão em cidades sem médicos, obviamente é melhor ter um do que nenhum.
8 anos ago330

O Brasil é um país de migrantes. Soa algo xenófobo a resistência à entrada de médicos estrangeiros. E, para aqueles que estão em cidades sem médicos, obviamente é melhor ter um do que nenhum.

Blog do Kennedy

É correta a decisão do governo de firmar um convênio com Cuba a fim de trazer 4 mil médicos daquele país para o Brasil. O caráter emergencial e temporário justifica a medida.

Há carência de médicos para fazer o atendimento básico em regiões mais pobres do interior e nas periferias dos grandes centros urbanos. O governo lançou um programa, o “Mais Médicos”, para tentar sanar essa necessidade. Foi dada preferência aos brasileiros.

Menos de 15% das vagas foram preenchidas. O governo do Brasil firmou um convênio com o governo de Cuba por meio da Opas (Organização Panamericana de Saúde), um braço da OMS (Organização Mundial de Saúde).

Ora, não há nada de comunista ou de romantismo em relação a Cuba. Existem tratados semelhantes da ilha caribenha com outros países. Uma entidade da ONU endossa o acordo.

No Brasil, 701 cidades não foram procuradas por nenhum médico que poderia se inscrever no “Mais Médicos”. A maior parte dessas cidades está no Norte e Nordeste.

Os médicos estrangeiros serão avaliados em universidades públicas e poderão atuar apenas naquelas áreas para as quais foram designados, sob determinadas regras e período.

Não há competição nem avanço sobre o mercado de trabalho dos profissionais brasileiros. A presença de médicos estrangeiros no país é insignificante.

O Brasil é um país de migrantes. Soa algo xenófobo a resistência à entrada de médicos estrangeiros. E, para aqueles que estão em cidades sem médicos, obviamente é melhor ter um do que nenhum.

São importantes os debates sobre mais infraestrutura e aperfeiçoamento do curso e da formação dos médicos. O governo merece ser cobrado nesse sentido.

Mas são questões que podem e devem ser respondidas à parte. Trata-se de um erro combater uma medida que vai levar atendimento básico a quem está abandonado.

Endereço

Câmara dos Deputados
Gabinete 239
Fone: (61) 3215-5239

Escritório
Avenida Esperança, 720 – Vila Progresso
Guarulhos/SP
Telefones: (11) 2408-1274 | (11) 2408-5875

faça parte do nosso mandato

Receba nossos informativos por email e whatsApp