Destaques-listaNotíciasFaixas exclusivas de ônibus têm apoio de 93% da população de São Paulo

De acordo pesquisa Ibope encomendada pela Rede Nossa São Paulo, 61% dos que usam carro deixarão o veículo em casa se transporte público melhorar
8 anos ago340

De acordo pesquisa Ibope encomendada pela Rede Nossa São Paulo, 61% dos que usam carro deixarão o veículo em casa se transporte público melhorar

Por Rede Brasil Atual

O aumento das faixas exclusivas para ônibus em São Paulo tem o apoio de 93% da população da cidade, segundo a 7ª edição da Pesquisa de Mobilidade Urbana, encomendada pela Rede Nossa São Paulo e realizada pelo Ibope. A pesquisa ouviu 805 pessoas entre 20 e 27 de agosto.

O fortalecimento do transporte público como solução para a melhoria do trânsito aparece em outros itens, como o número de entrevistados que dizem que deixariam o carro em casa se o transporte público melhorar. O índice alcançou 61% neste ano, um aumento em relação aos 44% verificados em 2012.

De acordo com a pesquisa, para 69% o trânsito é ruim ou péssimo. Do total de entrevistados, 27% usa carro todos os dias, gastando 2h15 por dia no trânsito.

Tarifa zero e impostos

Defendida pela Frente Nacional de Prefeitos, o aumento de impostos sobre a gasolina – combustível utilizado por automóveis individuais – para financiar o transporte público divide as opiniões.

Entre os que usam carro, 53% são contrários à proposta, e 45% favoráveis. Entre os que não usam carro, 53% defendem o aumento de impostos, enquanto 41% são contra.

A pesquisa também questionou a população sobre a Tarifa Zero, projeto defendido pelo Movimento Passe Livre nas manifestações de junho deste ano. A respeito da forma de financiamento do transporte, 56% defende uma tarifa intermediária, em que metade dos custos é paga pelo usuário e metade pelo poder público. A tarifa zero, custeada integralmente pelo Estado, é defendida por 34%, enquanto 7% defendem tarifa totalmente paga pelo usuário.

A respeito da viabilidade da proposta, 46% acredita que é possível implantar o Tarifa Zero e 21% acha que é inviável. Para, 29% ela deveria valer só para estudantes e desempregados.

Outras medidas para melhorar o trânsito foram defendidas pela população, como o pedágio urbano (27%), a ampliação do rodízio para dois dias (49%) e aplicação de multas para pedestres (54%).

Endereço

Câmara dos Deputados
Gabinete 239
Fone: (61) 3215-5239

Escritório
Avenida Esperança, 720 – Vila Progresso
Guarulhos/SP
Telefones: (11) 2408-1274 | (11) 2408-5875

faça parte do nosso mandato

Receba nossos informativos por email e whatsApp