Destaques-listaMobilidade UrbanaNotíciasFalta de planejamento pode ser causa de acidente entre trens de carga e passageiros

Pelo menos treze pessoas ficaram feridas, após uma locomotiva com carregamento de bauxita, descarrilar e atingir o último vagão de um trem de passageiros da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), na zona oeste da capital, na manhã desta quarta-feira (18/9).
8 anos ago479
Crédito:

Pelo menos treze pessoas ficaram feridas, após uma locomotiva com carregamento de bauxita, descarrilar e atingir o último vagão de um trem de passageiros da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), na zona oeste da capital, na manhã desta quarta-feira (18/9).O acidente aconteceu próximo à estação Franco da Rocha, da Linha 7-Rubi – liga a Estação Luz, no Centro de São Paulo, à cidade de Jundiaí, no interior paulista.

O cargueiro é operado pela MRS Logísticae trafegava levando a carge em direção a Francisco Morato. Após descarrilar, quatro vagões do trem de carga tombaram e atingiram a lateral dos últimos carros da composição de passageiros.

Trens de carga dividem os mesmos trilhos das composições de passageiros

Desde que a Fepasa foi privatizada, no governo do então governador Mário Covas, houve um destruição de quase todo o patrimônio ferroviário do Estado de São Paulo e governo paulista não tem um departamento ferroviário para fazer o planejamento e a ampliação do transporte por trens de carga.
A consequência disso é que os trens de carga dividem os mesmos trilhos por onde correm as composições que transportam passageiros.

Ferroanel nunca saiu dos PPAs dos tucanos

O Ferroanel é uma obra importante para São Paulo que, apesar de constar em vários Plano Plurianual (PPA) dos governos tucanos em São Paulo, nunca saiu do papel.

Com um recente acordo firmado entre o governo federal e o estadual, será feita a transposição da carga ferroviária na RMSP (Região Metropolitana de São Paulo) sem usar a malha da CPTM.

Investimento do governo federal

No PAC – Programa de Aceleração do Crescimento – desde 2007, a obra do Ferroanel não foi iniciada porque o então governador José Serra insistia em começá-la pelo tramo sul, o que foi revisto por Alckmin. O valor repassado pelo governo federal, em um primeiro momento, é de R$ 332,8 milhões para terraplanagem, drenagem, proteção de taludes e aterros ao longo do eixo do trecho norte do Rodoanel, que terá 44 km. O custo total será de R$ 2 bilhões.

 

Endereço

Câmara dos Deputados
Gabinete 239
Fone: (61) 3215-5239

Escritório
Avenida Esperança, 720 – Vila Progresso
Guarulhos/SP
Telefones: (11) 2408-1274 | (11) 2408-5875

faça parte do nosso mandato

Receba nossos informativos por email e whatsApp