Destaques-listaMobilidade UrbanaNotíciasLDO 2014 – Tucanos excluem propostas paraTransportes Metropolitanos

Mais uma vez a base governista entrou em cena e ignorou as demandas da população paulista e aprovou o relatório da LDO 2014 - Lei de Diretrizes Orçamentárias - apresentada pelo relator Roberto Engler, integrante do PSDB, que não acatou nenhuma emenda que versa sobre projeto e ou ação do Estado nos transportes metropolitanos
8 anos ago329
Imprensa PT ALESP
Mais uma vez a base governista entrou em cena e ignorou as demandas da população paulista e aprovou o relatório da LDO 2014 – Lei de Diretrizes Orçamentárias – apresentada pelo relator Roberto Engler, integrante do PSDB, que não acatou nenhuma emenda que versa sobre projeto e ou ação do Estado nos transportes metropolitanos.

A LDO é a peça de planejamento ao Orçamento do Estado, de autoria do Poder Executivo, encaminhado ao Poder Legislativo, onde recebe emendas dos parlamentares de todas as 19 Bancadas partidárias e passa por discussão e análise da Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento. Após o relatório deliberado a matéria segue para o plenário onde passa pelo processo de votação com a participação dos 94 deputados estaduais.

A vice-presidente da Comissão, a petista Beth Sahão, cobrou a falta de transparência, de ações regionalizadas e falta de canais de participação da sociedade na captação das demandas e elaboração nas ações de governo que contemplem as prioridades da sociedade de acordo com as especificidades regionais.

Os petistas Hamilton Pereira e Professor Tito, também integrantes petistas da Comissão de Finanças também protestaram contra a ausência de um processo de negociação, que garanta a contribuição do Poder Legislativo no aperfeiçoamento do Orçamento do Estado.

Gestão leniente e sem respostas aos novos desafios

A falta de ações e políticas públicas voltadas aos resíduos sólidos foi um dos pontos levantados por Marcos Martins que destacou que o governo de países vizinhos como Buenos Aires, já tem política e ações regionalizadas de coleta de depósito de resíduos de amianto, que é cancerígeno. O parlamentar mencionou que a cidade de Avaré convive com a presença de 180 toneladas de amianto e o prefeito não tem para onde destinar este produto e o Estado não auxilia, como condutor de articulação regional para buscar solução e encaminhamento a este material.

Já Ana do Carmo ressaltou a falta de planejamento nas áreas da educação e segurança. “ a LDO do governo Alckmin mostra que estas áreas não fazem parte de prioridade de seu governo e ao meu ver elas estão intrínsecas, pois quando melhoramos a educação observamos reflexos na segurança, com políticas que envolvem a comunidade no combate á criminalidade,” defendeu.

(Leia AQUI, em anexo, o voto em separado da Bancada do PT)

Endereço

Câmara dos Deputados
Gabinete 239
Fone: (61) 3215-5239

Escritório
Avenida Esperança, 720 – Vila Progresso
Guarulhos/SP
Telefones: (11) 2408-1274 | (11) 2408-5875

faça parte do nosso mandato

Receba nossos informativos por email e whatsApp