Destaques-listaMobilidade UrbanaNotíciasPT requereu afastamento do secretário estadual de Transportes e suspensão dos contratos com a Siemens e a Alstom

As informações sobre todos os procedimentos e investigações realizadas pelo Ministério Público Estadual referentes a possíveis irregularidades envolvendo o Metrô, a CPTM e as multinacionais Alstom e Siemens serão encaminhadas para a Bancada do PT na Assembleia conforme o compromisso firmado pelo procurador geral de justiça Marcio Elias Rosa.
8 anos ago322

Imprensa PT ALESP

mp deputados 2
As informações sobre todos os procedimentos e investigações realizadas pelo Ministério Público Estadual referentes a possíveis irregularidades envolvendo o Metrô, a CPTM e as multinacionais Alstom e Siemens serão encaminhadas para a Bancada do PT na Assembleia conforme o compromisso firmado pelo procurador geral de justiça Marcio Elias Rosa.

O acordo foi resultado da reunião ocorrida na manhã desta sexta- feria, 09/08, na sede do Ministério, quando os parlamentares petistas Luiz Claudio Marcolino, líder da Bancada, Alencar Santana Braga, Antonio Mentor e Professor Tito apresentaram indagações sobre as 15 representações encaminhadas pelo PT ao MPE, desde 2008, com denúncias e indícios de irregularidades nas empresas do sistema metroferroviário e as multinacionais.

O Ministério classificou como sigiloso documento de 13 procedimentos provocados pela Bancada do PT, por conta de informações como dados bancários, entre outros. Ainda segundo Elias Rosa, as investigações estão em curso na promotoria do patrimônio.

Afastamento e suspensão de contratos

Outro foco da reunião foi o pedido de afastamento imediato de agentes públicos do governo estadual envolvidos com a formação de cartel em licitações do Metrô e da CPTM, que acabou desviando bilhões de reais dos cofres públicos em superfaturamentos e pagamentos de propina.

Para os deputados é necessário o afastamento de Jurandir Fernando Ribeiro Fernandes, secretário de Transportes Metropolitanos, Mário Manoel Rodrigues Seabra Bandeira, diretor presidente da CPTM, José Luiz Lavorente, diretor de Operação e Manutenção da Companhia da CPTM, Décio Gilson Tambelli, coordenador da Comissão de Monitoramento das Concessões e Permissões da secretaria de Transportes Metropolitanos e ex-diretor de Operação do Metrô, e Nelson Scaglioni, gerente de Manutenção do Metrô.

Os parlamentares observaram que esses agentes político, que assinaram contratos da CPTM e do Metrô com as empresas Alstom e Siemens, permanecem na direção dos cargos.

Outra medida requerida pelos petistas foi a suspensão imediata dos contratos com as empresas Asltom e Siemens, que, na avaliação dos parlamentares, se faz necessária para o bem do serviço público, pois a suspensão possibilitará a avaliação e possível revisão dos contratos que estejam contaminados pelo cartel da corrupção, superfaturamento e pagamentos de propina.

 

 

 

 

Endereço

Câmara dos Deputados
Gabinete 239
Fone: (61) 3215-5239

Escritório
Avenida Esperança, 720 – Vila Progresso
Guarulhos/SP
Telefones: (11) 2408-1274 | (11) 2408-5875

faça parte do nosso mandato

Receba nossos informativos por email e whatsApp